Municípios

Programa Cria é apresentado durante Semana do Bebê em União dos Palmares

Atentos à importância dos cuidados com a primeira infância, gestores de União dos Palmares, escolheram como tema o “Pacto Pela Primeira Infância” para ser discutido durante a 5ª Semana do Bebê. Como referência em propositor de políticas públicas para gestantes e crianças, o programa Criança Alagoana (Cria) foi convidado para apresentar aos gestores municipais os modelos de ações que asseguram o desenvolvimento integral infantil.

A tarefa de apresentar o Cria foi realizada pelo gestor intersetorial do Programa, Antônio Pinaud, que fez a palestra de abertura para mais de 150 servidores da saúde, educação e assistência. Segundo ele, o Criança Alagoana foi constituído com olhar de cuidado para mais de 200 mil crianças, de 0 a 6 anos, que ainda vivem em situação de vulnerabilidade social no Estado.

“Esse Governo acredita que investir na primeira infância é o caminho para romper com o ciclo de pobreza desse Estado. Desta forma, preparou um programa, cujas ações, garantem o desenvolvimento integral das crianças ainda nos seus anos iniciais, período que a neurociência assegura o ápice do desenvolvimento humano. O Cria não busca resultados imediatos para um problema secular, mas assegura que com os cuidados corretos, estará formando uma geração mais saudável, com alta capacidade de produção, e isso é garantia de uma sociedade desenvolvida”, disse Pinaud.

O gestor do Cria, falou sobre as ações do programa, além de elencar todos os avanços já alcançados com os projetos pilotos que acontecem, há dois anos, em seis municípios alagoanos. “Além disso, o Governo do Estado priorizou a primeiras infâncias em projetos estruturantes, como a construção do Hospital da Mulher, Casa do Coraçãozinho, construção de praças para primeira infância e outras grandes obras que deverão ser executadas até 2022.

EDUCAÇÃO

A superintendente de educação infantil e ensino fundamental, da Secretaria de Estado de Educação (Seduc), Márcia Suzana Lima, também integrante da equipe de trabalho do Cria, palestrou sobre os aspectos do desenvolvimento infantil. Para ela, a gestão pública precisa entender que a educação infantil não restrita ao “cuidar”, de privilegiar apenas os aspectos cognitivos, mas ampliar para o campo da experiência, onde a criança possua espaços para interação e brincadeiras. “Esse é um mecanismo que garante o desenvolvimento integral e temos que assumir essa responsabilidade”, afirmou a superintendente da Seduc.

A primeira-dama de União dos Palmares, Gabriela Yasmine, garantiu o interesse do município em direcionar políticas públicas à primeira infância. “Nós, como gestão pública, precisamos estar à frente para garantir que educadores, servidores da saúde e assistência, estejam preparados para orientar os pais sobre os cuidados com seus filhos. Assim como, é nosso papel envolver outras entidades em defesa da primeira infância, como o judiciário, conselho tutelar e a Pastoral. Assim formamos uma cadeia”, disse a primeira-dama.

Ascom – 13/05/2019

Tags

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar